12 de dez. de 2019

12 de dez. de 2019
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

OneDrive do Outlook Vs Google Drive do Gmail – Qual nuvem usar no meu negócio?

As nuvens de armazenamento de arquivos são hoje imprescindíveis e um jeito que agradou a muitos gestores na hora de manejar o trabalho das equipes. Entretanto, para quem quer dar um passo a mais e exige mais do que os 15 GB gratuitos disponíveis na conta do Gmail ou então dos 30 GB grátis livres no e-mail Hotmail, precisará migrar para um plano pago.

A maioria dos clientes de negócios vai obter uma unidade de armazenamento como parte de uma assinatura suíte G, mas também está disponível como um produto autônomo. 



O que o Google Drive Business inclui


G Suite Basic edition inclui 30 GB de armazenamento online por usuário, a um custo de $6 por usuário por mês. Este pacote também inclui os recursos do Google online apps (Docs, folhas e Slides), bem como Gmail, calendário e conferências.

uma organização com cinco ou menos usuários, a atribuição de armazenamento é de 1 TB por usuário; com mais de cinco usuários, cada usuário recebe armazenamento ilimitado e arquivamento. O custo mensal por usuário é de US $ 12 para edição de negócios e US $ 25 para edição de empresa.

As duas suítes G para edições de Educação incluem armazenamento ilimitado; a edição básica é gratuita, enquanto a suíte G Enterprise para custos de educação até US $4 por usuário por mês.

O serviço de armazenamento autônomo na nuvem do Google, Drive Enterprise, inclui documentos do Google, folhas e Slides, mas não Gmail ou calendário. Custa $ 8 por usuário ativo por mês, mais $.04 por gigabyte de armazenamento utilizado, sem limite da quantidade total de armazenamento permitida.

Existem limites de tamanho de arquivo para documentos do Google, Planilhas, Apresentações e Sites. Não há limites para os tipos de arquivos que podem ser enviados para o Google Drive, e arquivos individuais podem ser até 5 TB em tamanho.

Funcionalidades do OneDrive para conta de negócios


Como já vimos em outros lugares, a Microsoft oferece uma série vertiginosa de planos do Office 365, em nítido contraste com a relativa simplicidade dos planos do pacote G. (Para mais detalhes, veja "Office 365 vs G Suite: qual suite de produtividade é melhor para o seu negócio?")

OneDrive para negócios está incluído com todos os planos Microsoft 365 e Office 365 e em planos Online SharePoint; ele também pode ser comprado como um plano autônomo.

A licença de armazenamento padrão para cada usuário é de 1 TB. Para assinaturas corporativas do Office 365 com 5 ou mais usuários, OneDrive para armazenamento de negócios é ilimitado, embora permitir a atribuição extra requer algumas etapas extras. Um administrador pode aumentar a licença para 5 TB; aumentar a licença para 25 TB requer a abertura de um bilhete de suporte com a Microsoft. Licenças de armazenamento mais de 25 TB são tratadas adicionando 25 TB SharePoint sites de equipe para usuários individuais e fornecendo um crédito para o armazenamento adicional para a organização.


Office 365 Business and Enterprise plans include shared storage (in the form of SharePoint Online team sites); the default allotment is 1 TB plus 10 GB for each licensed user.

Não há restrições em tipos de arquivos que podem ser carregados para OneDrive; o tamanho máximo para qualquer arquivo único é de 15 GB.
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Devo usar uma nuvem para armazenar meus arquivos? É seguro?

Mover seus arquivos de negócios compartilhados de um servidor local para a nuvem faz muito mais do que simplesmente eliminar a dor de cabeça de gerenciamento de hardware local. Ele também permite cenários que são difíceis ou impossíveis de realizar usando seus próprios servidores privados

 

Como funciona o armazenamento na nuvem?


Um serviço de armazenamento em nuvem bem gerenciado liga-se diretamente aos aplicativos que você usa para criar e editar documentos de negócios, desbloqueando uma série de cenários de colaboração para funcionários de sua organização e dando-lhe um acompanhamento de versão robusto como um benefício colateral. Qualquer membro de sua organização pode, por exemplo, criar um documento (ou uma planilha ou apresentação) usando seu PC de escritório, e então rever comentários e alterações de colegas de trabalho usando um telefone ou tablet.

Um serviço de armazenamento de arquivos baseado em nuvem também lhe permite compartilhar arquivos de forma segura, usando links personalizados ou e-mail, e lhe dá como administrador o poder de impedir que as pessoas em sua organização compartilhem os segredos de sua empresa sem permissão. Com a assistência de clientes sincronizados para cada grande desktop e plataforma móvel, os funcionários têm acesso a arquivos de trabalho chave a qualquer momento, em qualquer lugar, em qualquer dispositivo.

Principais serviços


Você já pode ter acesso a recursos de Colaboração em nuvem de força total sem sequer saber. Se você usa o Microsoft Office 365 ou o pacote G do Google, o armazenamento em nuvem não é um produto separado, é um recurso.

Um serviço de nuvem gratuito é o suficiente para o meu negócio?


Esta comparação lida principalmente com as edições de negócios dos serviços de armazenamento na nuvem flagship da Microsoft e Google: OneDrive para negócios (parte da família Office 365) e Google Drive para negócios (parte do pacote G). Ambas as empresas oferecem versões consumidoras de seus serviços de armazenamento em nuvem. As versões pessoais do OneDrive e do Google Drive incluem um nível livre, com opções para atualizar a quantidade de espaço de armazenamento disponível por uma taxa anual.

Então, qual é a diferença entre esses serviços cloud focados no consumidor e aqueles destinados ao negócio? Numa palavra, gestão. Uma organização possui uma assinatura de negócio, e administradores que trabalham em nome da organização atribuem licenças e definem Políticas de compartilhamento e retenção de arquivos; a organização tem controle final sobre arquivos armazenados, o que é importante quando uma empresa está sujeita a litígio que requer preservação de documentos.

9 de dez. de 2019

9 de dez. de 2019
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Como realizar serviços do Detran PA online pelo site oficial em 2020


Vai pagar os seus impostos do Detran PA em 2020 e quer saber quais são os calendários e como realizar os principais serviços? Aí está um guia básico de como realizá-los pelo site oficial ou aplicativo do Detran PA e economizar muito tempo.


Consulta de CNH


Para saber quantas multas tem o seu veículo use

  1. Acesse o site do Detran PA
  2. Clique no menu “CNH”;
  3. Digite seu CPF completo ou o número do documento da sua carteira de motorista;
  4. Pronto, você terá o extrato de pontos que tem em carteira por conta de multas ou infrações no trânsito enquanto condutor.


Segunda via de CNH


Para emitir a segunda via da CNH são cobrados R$ 65,00 pelo novo documento. Lembrando que quem o adquirir a partir de 2020 terá o novo documento, o qual também na versão digital, a CNH Digital. Para transportar o arquivo basta baixar o aplicativo na Play Store ou Apple Store e preencher o formulário até a validação do novo documento. Já a versão física vem com uma nova cara, QR atrás e outros 28 artifícios de segurança para evitar fraudes – as que, pelo jeito, estavam sendo constantes não só no Detran PA.



Como consultar placa de veículo no Detran PA


Se você só tem somente a placa para fazer a consulta é preciso entrar em Consulta Pela Placa com consulta gratuita de inúmeras placas. Esses sites não tem todas as placas disponíveis gratuitamente, por isso, faça a pesquisa para ver se conseguir visualizar. Pelo site será acesso a consulta de Renavam completa do carro.

Se tiver outros dados como o renavam pode realizar a pesquisa diretamente pelo site do departamento de trânsito. Confira, abaixo, o passo a passo de como realizar o processo:

  1. Acesse o site do Detran PA no link
  2. Clique no menu “Veículos”;
  3. Vá em “Consulta de Renavam”;
  4. Digite o Renavam que consta no seu CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento Veicular);
  5. Faça a consulta.

A consulta de renavam é o local ideal para conseguir emitir o boleto de multas, licenciamento ou o IPVA.



Pelo aplicativo do site você consegue acompanhar com ainda mais facilidade o Renavam, extrato de multas e demais detalhes sobrea a situação do seu veículo para com as obrigações do município e estado cobradas pelo Detran.
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Requisitos para fazer a sua CNH no Brasil – Como funciona o processo?

Primeiro, você deve ter pelo menos 18 anos de idade para se candidatar a uma carta De Condução brasileira. Deve inscrever-se na Polícia federal e no serviço de transporte (DETRAN) para obter um formulário de candidatura, que deverá preencher antes da sua nomeação. Os documentos necessários são o seu registro original como um certificado de expatriado ou policial e uma cópia, uma cópia de seu Cadastro pessoa Física (CPF) (que você pode solicitar em qualquer estação de correios no Brasil), a prova de endereço e fotografias do tamanho de passaporte.

Além disso, você será obrigado a passar um exame psicológico e médico. Em seguida, você deve assistir pelo menos 45 horas de aulas teóricas, que irá prepará-lo para o exame. O exame consiste em 30 perguntas das quais você deve obter pelo menos 21 respostas corretas. Em seguida, "e somente se você tiver completado um mínimo de 20 horas de prática de condução" você pode fazer o teste de condução.

Além do tempo que o motorista é obrigado a esperar (de um a dois anos, como mencionado acima), adicionar outra categoria à que ele/ela já tem leva tempo e dinheiro. O motorista tem que fazer outro curso de 15 aulas, um teste psicológico e um exame aos olhos. Depois de fazer o curso, o condutor passa por um teste prático e, se aprovado, será concedido com uma nova categoria. O custo total do processo é, em média, de R$ 1050,00  e a duração é geralmente de dois meses. 



Situações especiais


De acordo com Detran SP, os estrangeiros que já possuem uma carta de condução equivalente a uma das categorias Brasileiras só podem fazer o teste prático sem ter que fazer as aulas.

Tratores

O condutor de tratores precisa de uma autorização especial para o operar. Já deve ter carta de condução na categoria "C", "D" ou "E". Nesta categoria incluem-se os tratores e outros equipamentos motorizados utilizados para o transporte de carga ou para a realização de atividades agrícolas, terraplenagens, construção e pavimentação de estradas.



Carga perigosa


Para conduzir veículos que transportem produtos perigosos, o condutor de qualquer categoria deve receber uma formação especial do Serviço Social do Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT). A Detran deve emitir neste registo do condutor o número do certificado, o nome da instituição emissora e o nome do profissional responsável pela inscrição. Na carta de condução, o termo "carregas perigosas" ou "carga perigosa" deve ser contido no campo de observações.


Condutor dos veículos de emergência


Ambulâncias, caminhões de bombeiros e carros da polícia exigem um treinamento especial além da carteira de motorista regular. Esta formação é ministrada pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e entre os temas abordados estão: legislação de trânsito, condução defensiva, noções de Primeiros Socorros, respeito ao ambiente, interação social no tráfego e relações interpessoais.

Os requisitos para emitir esta licença são:

  • · Ter mais de 21 anos;
  • · Ter carta de condução;
  • · Nenhuma violação de trânsito grave nos últimos 12 meses;
  • · Sem suspensão ou perda do direito de conduzir.

11 de nov. de 2019

11 de nov. de 2019
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

O que fazer se eu não for aprovado no Exame de Suficiência?

Para obtenção de registro na categoria Contador é necessário prestar o Exame de Suficiência, e a prova cfc/crc pode ser prestada pelos bacharéis e estudantes do último ano letivo do curso de Ciências Contábeis. Organizado pelo Conselho Federal de Contabilidade, o Exame de Suficiência é realizado em duas edições anuais.


exame de suficiência

O Exame de Suficiência possui 50 questões objetivas e cada uma destas questões vale 1 (um) ponto. Cada uma dessas questões possui quatro alternativas de resposta (A, B, C ou D) e apenas uma delas está correta. Para ser aprovado, é necessário acertar 25 (vinte e cinco) ou mais questões na prova cfc/crc.

Uma boa opção para quem não foi aprovado de primeira no Exame de Suficiência é se preparar com um curso exame crc. Pois desta maneira, você reforçará o conteúdo que aprendeu durante o curso de Ciências Contábeis.

É importante que você descubra em qual matéria você possui mais dificuldade, dentre as disciplinas que serão cobradas na prova cfc/crc:

- Contabilidade Geral;
- Contabilidade de Custos;
- Contabilidade Aplicada ao Setor Público;
- Contabilidade Gerencial;
- Controladoria;
- Noções de Direito e Legislação Aplicada;
- Matemática Financeira e Estatística;
- Teoria da Contabilidade;
- Legislação e Ética Profissional;
- Princípios de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade;
- Auditoria Contábil;
- Perícia Contábil;
      - Língua Portuguesa;

O ideal é que você procure um curso exame crc que seja adequado ao seu tempo e ao valor que terá disponível para investir na sua preparação. Busque uma instituição com um excelente time de professores, que sejam especialistas em Contabilidade, e produzam conteúdo exclusivo e direcionado, totalmente de acordo com a banca do Exame de Suficiência, que é a Consulplan.

É necessário que você se prepare com o que de fato vai cair na prova, ou seja, o essencial para que tenha um ótimo desempenho no exame crc. É ainda melhor se as videoaulas forem organizadas em formato de plano de estudos, porque dessa maneira você terá certeza de que estudará os conteúdos na ordem em que costumam ser mais cobrados.

Treinar com questões também é muito importante. Pois quando você resolve questões de exames anteriores, além de gravar o conteúdo com base nos próprios erros e acertos, ainda conhece o estilo de cobrança da banca. Por isso, é importante que você não apenas escolha qual é a alternativa da questão que está correta, mas que faça um exercício mais completo para descobrir por que as demais opções estão erradas.

E lembre-se que é muito importante também que você cuida da sua saúde. Se você passar madrugadas estudando, pode não estar em sua melhor forma no dia do exame crc e acabar errando um assunto que tinha domínio, só por estar muito cansado. Então, principalmente no final de semana do exame crc, relaxe, faça algum programa que goste com algum amigo ou com a família. Não esqueça de se exercitar diariamente e comer regularmente para que você conquiste seu registro profissional.

10 de out. de 2019

10 de out. de 2019
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Como trabalhar no INSS?

Para trabalhar no INSS é necessário ser aprovado em concurso público. A boa notícia é que o novo concurso INSS pode acontecer muito em breve, uma vez que o déficit de servidores já ultrapassa os 19 mil, devido a saídas seja por aposentadoria, exoneração ou outros motivos.

Concurso inss

O certame INSS edital 2019 tem expectativa de disponibilizar mais de 7,8 mil vagas, para candidatos que possuam níveis médio e superior de escolaridade. Os cargos previstos para serem oferecidos são: Técnico do Seguro Social e Analista do Seguro Social. A previsão é de que o salário inicial para os aprovados seja de, respectivamente, R$ 5.186,79 e R$ 7.659,87.

Há ainda a possibilidade de que sejam concedidas também oportunidades na função de Perito Médico, que exige dos candidatos graduação completa em Medicina e pode pagar vencimentos de R$ 12.638,79.

Mas para passar no concurso INSS 2019 você precisa, além de foco e determinação, saber exatamente quais conteúdos priorizar durante os estudos.

Pegando como base o último edital, referente ao concurso de 2015/2016, as disciplinas básicas, que certamente farão parte do conteúdo programático do próximo certame, são as seguintes:

Técnico do Seguro Social - Nível Médio:
·         Seguridade Social;
·         Noções de Direito Administrativo
·         Língua Portuguesa;
·         Raciocínio Lógico;
·         Noções de Informática;
·         Noções de Direito Constitucional;
·         Interpretação de Textos;
·         Regime Jurídico Único;
·         Redação de Correspondências Oficiais;
·         Ética no Serviço Público.
Analista do Seguro Social e Perito Médico - Nível Superior:
·         Noções de Direito Administrativo;
·         Noções de Direito Constitucional;
·         Legislação Previdenciária;
·         Língua Portuguesa;
·         Noções de Informática;
·         Conhecimentos Específicos;
·         Legislação da Assistência Social I;
·         Legislação da Assistência Social II;
·         Legislação da Assistência Social III;
·         Interpretação de Textos;
·         Redação de Correspondências Oficiais;
·         Ética no Serviço Público;
·         Lei de Acesso à Informação.
Nesse mesmo último concurso, a disciplina de Seguridade Social foi disparadamente a mais cobrada, com 56 questões de Direito Previdenciário e 15 de Serviço Social. Veja abaixo o que pedia o conteúdo programático:
SEGURIDADE SOCIAL: 1 Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios. 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a Seguridade Social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei nº 8.212/1991 e alterações. 12 Lei nº 8.213/1991 e alterações. 13 Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e alterações. 14 Lei de Assistência Social (LOAS): conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/1993 e Decreto nº 6.214/2007 e alterações).
Vale aqui esclarecer uma coisa, o fato de termos citado alguns conteúdos específicos não significa que apenas esses serão cobrados. Claro, há grandes possibilidades de que apareçam sim com grande frequência, o que não exclui o fato de que outros assuntos também tenham sua importância. Portanto, dê a devida atenção também às demais matérias.
Conte com o auxílio de um bom curso online, assim você vê apenas conteúdos que realmente têm chances de serem cobrados e os assiste através de videoaulas organizadas em formato de plano de estudos. Isso significa economia de tempo e um aumento muito significativo das suas chances de ser aprovado no concurso INSS.

23 de set. de 2019

23 de set. de 2019
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

É possível passar no Exame de OAB sem estudar?

Se você está se perguntando, se é possível passar no Exame de Ordem sem estudar, esse texto foi feito para você. Tire todas as suas dúvidas sobre o assunto e aprenda como escolher o melhor preparatório para conquistar a carteirinha da OAB.


exame de ordem

Infelizmente, é extremamente difícil ser aprovado no Exame de Ordem sem estudar. Há pequenas exceções, mas a regra geral é: você precisa estar preparado. As provas da OAB estão mais difíceis a cada edição, então, por mais que você já tenha uma experiência no Direito de pelo menos 4 anos de graduação, de estágios ou trabalhos na área, fica faltando um estudo direcionado.

Os preparatórios sabem ensinar da forma que será cobrado no Exame de Ordem e não de forma acadêmica. É por isso, que quando você tem ao seu lado um material de qualidade pode encurtar o seu caminho até a aprovação. Afinal, o exame é apenas o primeiro passo do seu sucesso como advogado ou advogada e não merece que você perca mais do que o tempo necessário nessa etapa.

Como escolher o melhor preparatório para a OAB?


Cada vez mais, seguimos uma rotina agitada de estudo, trabalho e outras responsabilidades. Por isso, o nosso bem mais precioso é o tempo. Então, você precisa encontrar um curso que otimize seu tempo. Começando pelo tempo de deslocamento no trânsito. Não há motivos para enfrentar trânsito ao final de um dia cansativo, se pode estudar na sua casa de forma confortável. Assim, você até renderá mais, pois estará relaxado e focado.

Uma outra escolha que faz toda a diferença é optar por videoaulas ao invés de apostilas. Pense na cena, você prefere ler centenas de páginas de um texto cansativo em uma apostila ou aprender o mesmo conteúdo em videoaulas ministrada por professores experientes e explicações diretas ao ponto? É claro que a segunda é a melhor opção, mais uma prova de otimização do seu precioso tempo.

Quando você for escolher o curso OAB online é interessante observar os depoimentos de pessoas que foram aprovadas estudando com aquele preparatório. O curso OAB online também precisa contar com questões de concursos anteriores, afinal essa é a melhor forma de colocar os conhecimentos em prática e descobrir o quanto você está aprendendo. É interessante responder perguntas diariamente e acompanhar o seu desempenho diário, semanal e mensal de todas as matérias.

O curso OAB online também precisa contar com uma parte específica para a 2ª fase, já que nessa etapa, a preparação é ainda mais direcionada, afinal você escolherá apenas uma área para fazer o exame. E nada de pensar em partes, você tem que ter em mente que será aprovado na primeira fase e por isso, já precisa de uma preparação definida para a segunda.

É verdade que os exames estão exigindo cada vez mais dos profissionais, mas com um curso OAB online de qualidade e foco no seu objetivo, a aprovação é certa. Não esqueça das dicas deste texto quando estiver procurando pelo melhor preparatório para encurtar seu caminho até a aprovação na OAB.

    Blogger news

    Blogroll

    About