20 de ago de 2014

20 de ago de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Energia solar – as vantagens da energia solar

A energia solar é uma das mais citadas quando se fala no uso de fontes alternativas de produção de eletricidade. O motivo de seu sucesso é simples: a energia solar não polui o meio ambiente e não esgota os recursos da natureza.

Curiosamente, a geração da energia tendo como base a luz solar é diretamente relacionada ao efeito fotovoltaico, que foi descoberto pelo físico Alexandre Edmond, em 1893.

O efeito fotovoltaico é o processo de conversão da energia luminosa em eletricidade. Para isso ocorrer, é preciso que essa energia luminosa incida sobre um material semicondutor tratado.

No caso específico da energia solar, esse material semicondutor tratado é um painel, que geralmente é instalado nos telhados dos imóveis, substituindo as tradicionais telhas.

Esses painéis, que são formados por células fotovoltaicas, captam a energia luminosa do sol e a transformam em eletricidade, chegando a gerar e armazenar uma corrente elétrica que possui capacidade de ser transportada livremente num circuito, para abastecer o imóvel.


Atualmente, a energia solar é bastante utilizada em países europeus e asiáticos, principalmente por indústrias, que recebem incentivos para investir em fontes de energia alternativas e evitar a poluição do meio ambiente.

No Brasil, a energia solar vem sendo implementada aos poucos em empresas de grande porte, inclusive em escritórios e residências desenvolvidos sob o conceito de sustentabilidade.

A energia solar traz diversas vantagens, sendo a principal a proteção do meio ambiente. Além disso, há a diminuição dos gastos com energia elétrica convencional. Estima-se que um imóvel que usa energia solar possa reduzir a conta de eletricidade em até 80%.

Mesmo que proporcione essas vantagens, existem alguns pontos negativos: a energia solar não é produzida continuamente e se não for administrada corretamente, pode não ser suficiente para abastecer o imóvel durante a noite.

Uma boa saída para isso é fazer uso de um sistema que una a energia solar e a convencional. Quando a primeira se esgotar, a segunda entra em ação. Assim, o imóvel nunca ficará sem energia elétrica.

Além disso, a energia solar possui alto custo de instalação, o que dificulta o acesso a esse tipo de tecnologia, assim como sua disseminação.

Texto enviado por:


Atacado das telhas – Loja especializada na venda de telhas em campo largo.

15 de ago de 2014

15 de ago de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Dicas para organizar sua empresa na reposição de Materiais de escritório

Preciso repor materiais no escritório. E agora?

- Como organizar a reposição dos materiais de escritório no ambiente de trabalho.

Não é fácil organizar o escritório. Existem tantos afazeres no dia a dia que acabamos esquecendo algumas necessidades básicas. Por isso é muito importante sempre ficar atento a tudo que está acontecendo ao seu redor. Imagina que você precise de um documento super importante e na hora da impressão o papel acabe, já pensou? Por isso é legal sempre estar de olho na reposição do
material de escritório.

Para que esse tipo de imprevisto não ocorra, fazer o cálculo e contagem do estoque ajuda muito na hora de saber o que está faltando.



Como organizar:

Algumas dicas são importantes na reposição do material de escritório, porque às vezes estocamos coisas que não são tão necessárias e o que é usado em grande quantidade esquecemos de comprar. Por isso, é crucial criar planilhas, que devem ser atualizadas cada vez que algo for retirado do estoque, para saber o que mais é usado diariamente no escritório.  É importante ficar de olho no que entra ou sai do estoque!

O que comprar:

Papel sulfite, pastas, cartuchos e toners, pastas suspensas, arquivos mortos, lápis e canetas geralmente são os itens mais utilizados, então é importante saber quanto desses materiais são usados mensalmente para que eles nunca faltem no escritório. Na maioria das vezes a essência do escritório é o papel sulfite, pois com ele imprimimos documentos importantes, faturas, planilhas, apresentações etc. dentre todos os materiais de escritório que devem ser repostos com frequência, este é o que não pode faltar em nenhuma ocasião.

Sem desperdício:

Ás vezes ficamos tão preocupados com o que pode ou não faltar dentro do escritório que exageramos na estocagem. Compramos materiais de escritório em excesso, e aí a reposição vira um caso sério de desperdício. É importante manter o controle das compras. Por exemplo, se você gasta R$ 600,00 por mês em material de escritório e usa R$ 400,00 desse valor, é melhor repensar os gastos. Claro que em alguns meses gastaremos mais com outros produtos, imprevistos acontecem em todos os lugares, mas se é possível economizar, melhor diminuir os valores com essas compras.
Outro fator importante; se existe algo em seu escritório que não é usado frequentemente, não é necessário estoca-lo, compre somente quando houver a real necessidade do produto em questão.

Funcionários:

Além do desperdício por erros em contas e planilhas, é crucial que os funcionários também se controlem na hora de usar os materiais para escritório.  Não é porque eles existem em grande quantidade que está liberado rasurar folhas sem necessidade ou imprimir coisas que não condizem com o ambiente de trabalho.  Claro, se for algo de extrema importância para o colaborador, tudo bem. Mas usar os materiais de escritórios da empresa quase todo consigo mesmo é errado. Converse sempre com seus funcionários sobre desperdício desnecessário de material. É importante impor limites.

Com essas dicas fica um pouco mais fácil se organizar na hora das compras.
Se todos se unirem e colaborarem com a empresa, a economia na reposição dos materiais para escritório será real e satisfatória. Esse tipo de regra é básica, mas pode mudar o dia a dia na empresa. Tente você também!

19 de jun de 2014

19 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Serraria Móvel e a Indústria Madeireira

A indústria madeireira é um dos setores do extrativismo mais importantes da economia brasileira. Nosso país é reconhecido internacionalmente por sua rica biodiversidade e qualidade das suas madeiras. Dessa forma, o investimento em máquinas e produtos para agregar valor às toras de madeira deve ser considerado pelos empresários dessas indústrias. Um desses equipamentos é a serraria móvel.

A primeira atividade desenvolvida em nosso país, à época do descobrimento, foi a extração da madeira. O pau-brasil era uma árvore muito apreciada por sua madeira e também por sua resina, a partir da qual era possível fazer tinta para pigmentação de tecidos. Como podemos perceber, essa indústria sempre teve uma relativa importância econômica em nosso país. Porém, não faz muito tempo que os empresários desse setor passaram a investir seriamente na criação de valor agregado aos seus produtos.

Porque o Brasil é um país dependente da exportação de produtos primários, é muito importante que as indústrias desse setor da economia agreguem o maior valor possível aos produtos. Isso representa um maior desenvolvimento para o Brasil, geração de um maior número de empregos e, certamente, maior retorno financeiro para as indústrias.

Hoje, com a crescente conscientização do ecologicamente correto e da restrição de muitos países em apenas comprar madeira certificada, de extração legal, muitas são as possibilidades de aumentar o valor desse produto. Nas últimas décadas ficou evidente no mundo a idéia e pressão da sociedade civil em relação ao desenvolvimento sustentável. Dessa forma, a venda de uma madeira um pouco mais cara, legalmente extraída, certamente encontra compradores.

Nesse contexto, a compra de uma serraria móvel será de grande valia. Esse tipo de serraria é uma máquina projetada para o corte de toras de madeira, principalmente no próprio local da extração, facilitando assim o transporte. Esse equipamento pode ser operado com relativa facilidade por duas pessoas e é muito fácil de ser montado e desmontado.

A compra dessa máquina representa muitos benefícios. Além de agregar valor à produção, também serão reduzidos os gastos com transporte, visto que a madeira cortada em tábuas ou em outros produtos ocupa menos lugar que uma tora inteira. Principalmente para pequenas e médias propriedades, a serraria móvel poderá ajudar a aumentar os lucros da empresa e facilitar muito o manuseio da madeira.

Hoje há algumas empresas especializadas na venda de serraria móvel em nosso país. Essas serrarias foram criadas nos últimos anos a partir de adaptações de serrarias importadas, representando uma economia em relação a estas – porém, com qualidade semelhante.

18 de jun de 2014

18 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Ecoturismo no Rio de Janeiro: Atividades Para os Turistas

O Rio de Janeiro é destino turístico de muitos brasileiros e também de estrangeiros. Isso porque a cidade possui vários espaços naturais, propícios para o ecoturismo. A prática de atividades esportivas em contato com a natureza já é uma característica do povo carioca aficionado por aventura e adrenalina ou mesmo por uma simples caminhada à beira-mar.

Aos turistas que desejam conciliar adrenalina e uma vista panorâmica da cidade, a dica é sobrevoar o Rio com voos de asa-delta e parapente. Para quem nunca praticou a atividade, não há razão para se preocupar, pois os voos podem ser duplos com algum dos esportistas credenciados e experientes que orientam a atividade.

Para os turistas que preferem atividades aquáticas, além de praias com boas ondas para prática de surf e fortes ventos para prática de kitesurf, o Rio possui excelentes pontos para mergulho, como o arquipélago das Cagarras, que oferece maior proximidade com a fauna e flora marítima.

Além disso, se a preferência for ficar em terra firme, há diversas opções de trilhas, que podem ser feitas em reservas florestais e nos morros da cidade. Outra opção, nas praias da Zona Sul e da Barra da Tijuca, é a prática de caminhadas, corridas ou ciclismo nos calçadões e ciclovias à beira-mar.

A cidade ainda oferece um cenário natural propício para o trekking e escalada e outros esportes, como vôlei de praia e futevôlei. Sem dúvida o lazer e entretenimento ficam garantidos com diversas atividades.

Para descansar, depois de um dia intenso de atividades como as mencionadas, a dica é garantir a reserva em algum hotel no centro do Rio de Janeiro, para que a hospedagem seja aproveitada em uma localização que tenha fácil acesso a esses passeios.

17 de jun de 2014

17 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

O milho como Biocombustível – Pontos fortes e fracos

Quem pensa que o único (bom) uso que o milho tem é fritar na panela e virar pipoca está redondamente enganado quanto ao potencial desse grão que, agora, é usado como matéria prima para virar, literalmente, um dos motores da tecnologia: o biocombustível. Assim como qualquer outra fonte de energia, o milho também tem seus pontos fortes e fracos para o uso deste recurso que pode ser, a longo prazo, o substituto do petróleo, de matéria-prima fóssil e esgotável.
O primeiro ponto forte é a ótima produção do grão no mercado interno brasileiro, que atende à demanda da criação do biocombustível da mesma forma a que atende a alimentação animal e humana. Esse cereal tem enorme potencial para suprir necessidades e, por isso, é considerado o terceiro mais importante cereal do mundo. Fonte rica de nutrientes, é responsável também por figurar nas altas discussões sobre economia por fatores externos favoráveis, como a cotação do milho, que garantem lucro aos produtores regionais e emprego e renda quando o assunto é mão de obra nos campos de colheita.
Uma das principais importâncias a ser destacadas sobre o uso do milho para fins de biocombustível vem justamente do fato de que as fontes de energia para combustível que conhecemos nos dias de hoje estão ficando escassas e, por conta disso, encarecendo a olhos vistos – quem nunca levou um susto com o preço da gasolina que atire a primeira pedra. Com o crescimento das opções de veículos de transporte e passeio no estilo “total flex”, que aceitam como combustível álcool e gasolina, e com a abundância da produção de milho como insumo no país, o uso do cereal para essa finalidade pode ser a saída exata no barateamento dos insumos necessários para dar vazão, sempre, às inovações tecnológicas.
Especialistas afirmam que o Brasil poderá deixar de ser um exportador eventual do grão para virar exportador estrutural do insumo, como era o caso dos Estados Unidos, o que coloca toda a nação na busca pelo desenvolvimento. No entanto, nem tudo são flores. Para se fazer biocombustível é necessário o uso de insumos como milho, soja, canola, girassol e mamona, de onde se extrai o óleo, adiciona ao óleo diesel e voilá, está pronto o que chamamos de “agroenergia”, ou energia sustentável. Contudo os mesmos especialistas que torcem pelo desenvolvimento desse setor no país alertam também para um iminente perigo, caso a procura por esse tipo de combustível, sobretudo do milho, aumente acima de oferta. A cotaçãodomilho fará pressão no mercado internacional para que o preço do insumo suba – o que significa de depois de uma “crise petrolífera” o mundo pode se arriscar a enfrentar uma nova crise mundial: a crise domilho.

Enquanto o pior não vem, o milho é celebrado como ótima saída para a produção barata e segura do biocombustível, uma modalidade de energia que tem menos impacto ambiental e muito mais valor energético do que o álcool. Desde meados de 2008 se tornou obrigatória a mistura de biodiesel ao diesel comum, comercializado no país, no mínimo de 2%, parcela que subirá no ano que vem para 5%. Dessa forma torna-se mais que claro que o plantio do grão de milho para fins de uso tecnológico e desenvolvimento sustentável é mais uma – e talvez a melhor – alternativa para complementar a renda dos produtores e criadores do país, além de abastecer o mercado consumidor, que está carente de opções para melhorar o seu custo de vida e, de quebra, dar uma força para a sustentabilidade do planeta.

16 de jun de 2014

16 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Vai construir a sua casa? Não esqueça do closet

Vai construir a casa dos seus sonhos? Então, não se esqueça do espaço para o closet! O ideal é organizar a estrutura dos cômodos deixando uma área maior para o quarto, o que possibilitará a montagem do closet nesse local.

Outra boa sugestão é construir uma área anexa ao quarto para montar o closet. Assim, com os dois espaços interligados o processo de se arrumar todos os dias se torna mais rápido.

Quer ainda mais facilidade? Construa também um banheiro individual no quarto, transformando-o numa suíte. Dessa forma, é possível ter maior privacidade e praticidade no momento de se produzir.

Além de auxiliar no dia a dia, o quarto com closet tem um diferencial essencial: a organização. Roupas e acessórios são dispostos corretamente em apenas um lugar, evitando que peças fiquem dispersas pelo cômodo.

Com as roupas e acessórios num só local, a decoração do quarto se torna mais bonita e agradável. Ademais, o cômodo ganha amplitude, o que acaba por deixá-lo confortável e aconchegante.

Já incluiu o espaço do closet no projeto de construção da sua casa, no entanto não faz a mínima ideia sobre como montá-lo? Não há muitos segredos! A dica principal é investir em móveis especiais, que garantirão charme, beleza e funcionalidade para o closet.

Um deles é o guarda-roupa sem portas. Esse tipo de móvel deixa as peças à mostra e encontrá-las se torna muito mais rápido. Além disso, o guarda-roupa sem portas assegura a correta preservação de todos os itens, uma vez que a circulação de ar entre as peças é maior, evitando a proliferação do mofo.

Vale a pena também investir em armários modulados, seja versões com ou sem portas. Aposte em modelos que trazem prateleiras, que são excelentes para organizar sapatos e bolsas, por exemplo.

Invista também em armários com gavetas, modelos ideais para armazenar peças pequenas e lingeries. Já versões com cabideiros são perfeitas para guardar roupas longas, como camisas, calças, vestidos e casacos.


Aposte nessas dicas e construa uma casa deslumbrante, com um closet incrível e funcional para organizar suas roupas e acessórios e ainda deixar sua rotina mais simples!

15 de jun de 2014

15 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Escolher Resfriamento Evaporativo Ajuda o Meio Ambiente

Tanto o resfriamento evaporativo como as unidades centrais de ar condicionado servem para o mesmo propósito: nos manter confortáveis em termo de calor e temperatura??. No entanto, estes sistemas de ar condicionado funcionam de maneiras diferentes e entender a diferença vai ajudá-lo a tirar o máximo proveito do seu aparelho e minimizar a energia gasta. Um resfriador evaporativo resfria o ar filtrando-a através da água e, portanto, reduzindo o calor do ar. Este processo põe ar fresco no ambiente e reduz o risco de ar de má qualidade, enquanto o ar condicionado central foi concebido para desumidificar e extrair o calor de uma área usando um ciclo de refrigeração simples.

A principal vantagem de uma unidade de resfriamento evaporativo é que os seus custos de operação são, geralmente, cerca de um terço de um sistema de ar condicionado. O resfriamento evaporativo pode ser uma alternativa ecológica perfeita às unidades de condicionamento de ar tradicionais.

Além disso, enquanto sistemas de refrigeração convencionais tendem a secar o ar e prejudicar o meio ambiente, resfriamento evaporativo é baseada em processos naturais do ar refrigerado por água, que não vai secar a sua garganta e olhos. O resfriamento evaporativo é também a maneira mais saudável de esfriar – janelas e portas estão sempre abertas e, portanto, o ar nunca é reutilizado e os germes são expulsos de sua casa.

Outra vantagem de ter um sistema de resfriamento evaporativo é a redução do estresse térmico. Estresse por calor pode ocorrer em pessoas e animais. Para aqueles de nós que têm animais de estimação, entendemos a necessidade de mantê-los frescos e confortáveis. O resfriamento é especialmente importante não só em casa, mas também no local de trabalho.

14 de jun de 2014

14 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Viaje para Curitiba e entre em contato com a natureza



Quem nunca ouviu falar da capital paranaense e sua fama quando o assunto é ecologia? A cidade oferece ao turista uma grande infinidade de passeios voltados para o meio ambiente. Você é do tipo que adora estar em contato com a natureza? Então, opte por passar suas férias na cidade de Curitiba e aproveite tudo o que a capital tem para oferecer aos turistas.
A primeira coisa que você deve fazer é organizar a sua viagem. Essa organização passa desde a reserva do hotel até o aluguel de carro em Curitiba. A cidade é reconhecida pelo seu transporte público eficiente e exemplar, porém, o aluguel de carro te dará uma liberdade maior para se locomover entre os principais parques e diferentes regiões da cidade.
Curitiba tem uma das maiores concentrações de área verde do por habitantes no Brasil, então, percebemos facilmente o quanto a questão dos recursos naturais e o meio ambiente são importantes para os habitantes da cidade. A capital possui muitos canteiros floridos e ruas arborizadas, além de parques, bosques e praças serem cobertos por um grande manto verde. Durante a década de 70, muitos terrenos na cidade ainda estavam vazios e poderiam ter sido loteados para a população que procurava um local para morar, porém, alguns governantes sabiam que se isso fosse feito a capital sofreria problemas sérios com enchentes, então, para evitar catástrofes naturais foram criados vários parques que além de aproveitar uma área que possivelmente seria invadida, proporcionou à população diversão, lazer e qualidade de vida.
A preocupação com as questões ambientais não está presente na cidade somente em seu planejamento urbano, os educadores também possuem esses valores, por isso, pensando nessa questão, no ano de 1991, o então prefeito Jaime Lerner criou a Unilivre, uma espécie de universidade que trabalha junto à comunidade para defender os interesses ecológicos da capital e repassar para a população as experiências que permeiam esse universo; o primeiro curso ministrado foi para educadores da rede pública e teve como tema “educação ambiental”.
A capital paranaense é vista com bons olhos pelo resto do Brasil, pois conseguiu aliar seu desenvolvimento urbano com a sustentabilidade, que é algo tão importante para que o planeta continue se desenvolvendo nos dias atuais. Se você ainda não conhece a metrópole mais verde do país, não perca mais tempo!

13 de jun de 2014

13 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Seja um viajante responsável e sustentável

Viajar é realmente algo maravilhoso! Além de relaxar, podemos conhecer novos lugares, novos povos e culturas. Porém, vale lembrar que não é porque você não está em sua casa que vai perder os bons modos, hein?
A moda agora é ser sustentável, então, porque não ser um “viajante sustentável”? Viajar e ajudar na preservação do meio ambiente é bem fácil e prazeroso:
•    Quando for se deslocar para lugares próximos, vale ir andando ou de bicicleta, pois além de não poluir, você ainda curte mais a paisagem.
•    Quando for comprar lembrancinhas, evite consumir produtos que sejam feitos devido à morte de um animal: couro, pele, cascos de tartaruga ou marfim, por exemplo. Todas as espécies são importantes e têm papel único na natureza. Lembre-se disso!
•    Sempre que vir alguém jogando lixo no chão ou em rios e cachoeiras, tente conversar com essa pessoa. Explique os problemas que podem ser decorrentes deste mau hábito, como entupimentos no sistema de drenagem da água e poluição. Além disso, animais podem comer estes lixos, se intoxicando ou até mesmo morrendo sufocados.
•    Quando der, recolha o lixo que encontrar no chão ou nos nas margens dos rios.
•    Procure ficar em pousadas que valorizam a cultura sustentável, como as que possuem coleta de lixo reciclável, as que usam aquecimento solar, as que não desmataram e não alteraram a estrutura natural para sua construção, que valorizam os alimentos sem agrotóxicos, entre outras.
Prestando atenção nesses pequenos detalhes, pode curtir e se orgulhar à vontade. A natureza agradece!

12 de jun de 2014

12 de jun de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Como reduzir o gasto de luz em casa



Adotar algumas medidas simples ajuda a reduzir o gasto com energia elétrica em casa. Como resultado, dá para começar a poupar uma grana para fazer aquela viagem dos sonhos ou simplesmente comprar algo que deseja há muito tempo.

Mas, afinal, quais são essas medidas? Uma que não traz gasto algum é abusar da iluminação natural, utilizando-a ao máximo. Durante o dia, mantenha janelas e portas abertas, para permitir a entrada da luz natural.

Caso seja impossível aproveitar esse tipo de iluminação, é interessante optar por lâmpadas diferenciadas para deixar o local mais claro. Dê preferência às lâmpadas fluorescentes, que são mais econômicas e eficientes do que as incandescentes.

Outra medida essencial é conferir se há algum ponto de vazamento de energia elétrica na casa, problema que pode aumentar a conta em até 30%. O vazamento ocorre quando há emendas mal feitas, fios desencapados e inadequadamente isolados.

Eletrodomésticos e eletrônicos também entram na lista de medidas a serem adotadas. Nesse caso, é importante trocar aparelhos muito antigos por versões mais recentes, que consumem menos energia elétrica.

Ao comprar os novos eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos, verifique se o produto possui o selo Procel, que foi desenvolvido para indicar equipamentos que têm baixo consumo energético.

Caso já tenha aparelhos mais recentes, é sempre recomendado verificar se eles estão funcionando adequadamente. Em caso negativo, invista numa manutenção, para evitar o consumo exagerado de energia pelos equipamentos.

Não são somente os eletrodomésticos e eletrônicos que devem passar por manutenções: equipamentos que auxiliam na locomoção dos moradores, como os elevadores residenciais, caso sejam elétricos, também devem ser verificados periodicamente.

Ao investir na manutenção, profissionais especialistas analisam os elevadores residenciais para identificar e corrigir problemas, eliminando eventuais pontos vazamento de energia elétrica.

Outro fator a ser considerado é maneirar no uso de equipamentos que funcionam somente com energia elétrica, seja o elevador residencial, um eletrodoméstico ou eletrônico, usando-os apenas quando for necessário.

Lembre-se também de desligar os aparelhos da tomada assim que utilizá-los. Ao seguir essas recomendações e minimizar o uso dos equipamentos, é possível diminuir significativamente a conta de energia elétrica no fim do mês. Dicas perfeitas para quem não abre mão de economizar!

20 de mai de 2014

20 de mai de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Turismo e sustentabilidade no Brasil

Em termos gerais, o turismo é hoje uma das áreas mais sustentáveis, em termos econômicos, que podemos citar. Números da Organização Mundial de Turismo apontam que o turismo é responsável pelo surgimento de um em cada dez postos de trabalho, o que faz com que a área empregue mais pessoas, gere mais renda e faça a diferença não só na vida de quem viaja, mas também de quem fica ali, na mesma cidade, ganhando a vida. Um dos setores que fica mais aquecido em cada cidade de estilo tipicamente turístico é o comércio varejista, mas a cadeia produtiva do turismo gira em torno de 50 setores diferenciados.
Como, então, tornar o turismo ainda mais sustentável, principalmente no Brasil?
O turismo é tido como um dos mais importantes instrumentos de transformação da economia e da sociedade, capaz de promover valores como inclusão social, geração de emprego e renda (como já foi falado), investimentos em várias áreas, incentivo ao empreendedorismo e ferramenta de educação dos povos, quando o intercâmbio da cultura é feito entre um ser humano e outro. A área contempla as atividades que parecem mais banais para nós, reles mortais, mas que são capazes de abrir novas empresas, fechar outras e dar condição de crescimento a várias, como reservar hotel, comprar passagens aéreas, alimentar-se em todos os destinos e usar o transporte público de cada cidade. Imagine, agora, várias pessoas usando todos esses recursos de forma indevida?
É sabido que o turismo mal administrado, assim como qualquer outra área e setor da economia, pode causar danos irreversíveis, na escala comercial e ambiental, de cada cidade. As cidades históricas de Minas sabem bem disso, pois são destinos certos de milhares de turistas durante o carnaval e, como são pequenas cidades, acabam por se tornar reféns da demanda e suas consequências: muita sujeira, falta de saneamento básico logo após o feriado e, a longo prazo, desgaste de centenas de patrimônios históricos. Esse é um exemplo de turismo insustentável, já que o setor não cuida com carinho dessas cidades e de muitas outras ao redor do país.
Outra forma de tornar o turismo ainda mais sustentável no Brasil, além de ter cuidado com o número máximo de pessoas que uma cidade ou outra é capaz de comportar durante um período de tempo, é prezar pela acomodação “politicamente correta”. Seja hotel Florianópolis, hoteis em Copacabana ou albergues em São Paulo e Porto Alegre, muitas grandes cidades do nosso país ainda vivem no bom e velho sistema hoteleiro de antigamente, não utilizando das diversas energias alternativas, como a solar, para melhorar e baratear seus serviços a longo prazo. Nesse caso, também faz parte do papel consciente do turista exigir acomodações que mantenham a higiene e limpeza em patamar de excelência sem, necessariamente, ter que lavar tudo todos os dias. Afinal, esse tipo de insustentabilidade acaba por arriscar o fim dos recursos naturais, fora que um sistema assim gasta muito mais dinheiro para ser mantido.

O importante é lembrar que, como área sempre vanguardista, o turismo tem a obrigação social de ser o exemplo para todas as demais áreas, fazendo uma integração constante dos cerca de seus 50 setores para que todos saiam beneficiados. Você pode estar viajando para a Europa, mas a sua cidade de residência é também, provavelmente, um ponto turístico, e uma falha de estratégia na sustentabilidade dessa área pode acabar no seu bolso. É preciso que todos nós, funcionários do turismo ou turistas por vocação, nos juntemos para fazer dessa uma área ainda mais sustentável em um país onde essa palavra já é, há tempos, o grito de guerra do nosso crescimento econômico.

16 de mai de 2014

16 de mai de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

O Descarte Correto dos Pneus

O triturador de pneus – máquina que tem a função de triturar a borracha – surge como um grande facilitador no processo de reciclagem deste material que oferece grande impacto negativo para o meio ambiente.
Pesquisas mostram que as empresas estão se preocupando cada vez mais com o descarte correto deste material, algumas até geraram receita reciclando pneu da forma correta, inserindo o produto novamente no mercado, além de existir uma lei que estimula a logística reversa por parte dos fabricantes e vendedores de pneus.
O pneu, por ser um material resistente, demora cerca de 600 anos para se decompor na natureza e até ganhou a primeira posição no ranking dos produtos que mais poluem a natureza, se tornando um problema mundial.
O descarte inadequado desde resíduo sólido se torna cada vez mais um perigo para a natureza e para o ser humano, já que provoca enchentes nas grandes cidades, contamina o solo e trás consequências graves à saúde pública, pois servem como criadouro de mosquitos que transmitem a malária e o Aedes Aegypti, causador da dengue.
Atualmente, as empresas fabricantes de pneus, vendedores e borracharias podem utilizar a máquina de triturar pneu para facilitar o processo de reciclagem, transformando este material em pequenas lascas, podendo ser reutilizado pela própria empresa, como um gerador de energia, na construção civil e para fazer asfalto, atitudes que contribuem com o meio ambiente.
Que tal usar os pneus como diversão para as crianças? Muitos parques de bairros periféricos da cidade de São Paulo estão sendo revitalizados, ganhando novos brinquedos como balanços e gangorras feitos com pneus que foram doados. Uma alternativa criativa, divertida e sustentável para a destinação dos pneus descartados.

14 de mai de 2014

14 de mai de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Dicas para evitar o desperdício de água

As palavras de ordem do século XXI são meio ambiente e sustentabilidade. Para estar de acordo com este pensamento é de extrema importância que as pessoas saibam como lidar melhor com o consumo de água, utilizando somente o necessário.
Nada de banhos demorados, escovar os dentes ou fazer a barba com a torneira aberta, ou lavar as calçadas com mangueira. Por que não reaproveitar a água que já foi usada em outros afazeres para lavar a calçada ou o carro? Tudo fica ainda mais econômico quando se inclui o uso de um balde e panos.
Outras dicas de como evitar o desperdício de água também engloba a não utilização do vaso sanitário como lixeira, depositando ali papéis higiênicos ou jogando bitucas de cigarros, pois estes materiais, além de exigirem água a mais para escoá-los, podem ocasionar o entupimento do vaso.
O mesmo vale para molhar as plantas, utilize sempre um regador ou balde, nada de mangueiras. Na hora de lavar roupa, espere acumular um número suficiente de peças para não ser obrigada a usar a máquina diversas vezes, ocasionando um desperdício de água e energia desnecessariamente. Se for lavar no tanque, feche a torneira enquanto esfrega as roupas.
Uma regra simples e muito importante é verificar os vazamentos. Uma torneira mal fechada pode trazer muitos prejuízos e se estiver com defeito também. Para se ter uma ideia, o desperdício de uma torneira apenas gotejando é de 46 litros. Portanto é preciso ter mais consciência e sabedoria na hora de utilizar a água para uso próprio, para que ela não falte nos momentos em que você mais necessita.

7 de mai de 2014

7 de mai de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Decoração sustentável na sua casa

Que tal aliar duas tendências incríveis em uma só: sustentabilidade e decoração criativa? Sim, isso é possível! Sua casa pode ter um charme todo especial, com produtos exclusivos e, ainda por cima, respeitando diversos fatores ligados ao cuidado com o meio ambiente e a sustentabilidade. E para que isso aconteça você não precisa ser o maior ativista em atividade, nem estar filiado a nenhum grupo de proteção ao meio ambiente - basta usar sua criatividade e o senso de respeito ao meio ambiente. Esses são dois itens fundamentais para uma decoração criativa e sustentável.

Invista em peças que você já havia descartado do uso diário e encontre alternativas sustentáveis para elas. Você sabia que com garrafas pets é possível criar a base para uma confortável poltrona? E aquele pneu velho? Ele pode ser pintado e decorado para exercer o papel de um lindo vaso, com flores das mais variadas espécies.

Também é possível ser sustentável optando por um tipo de lâmpada específica: a florescente. A escolha por móveis com madeiras certificadas também é uma forma de demonstrar todo o seu respeito pela natureza.
Separamos algumas imagens que podem servir de inspiração na hora de começar os trabalhos de criação de artigos de decoração sustentáveis. Veja como simples adaptações são capazes de criar efeitos inesperados, porém, maravilhoso:

Além das fotos, separamos um vídeo bem bacana que encontrarmos no Youtube. O programa é o “Cultura e Meio Ambiente” apresentado pela Talita Requena. Vale a pena conferir!

1 de mai de 2014

1 de mai de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Agora é o Ecoturismo: Curtindo essa tendência no Rio de Janeiro e Florianópolis

Virou moda: ecoturismo é tendência em todo o mundo, e principalmente no Brasil, onde natureza e cartões postais se unem de forma magnífica significando, quase sempre, a mesma coisa. Escolher pequenos pedaços de paraíso para realizar esse tipo de passeio é mais tendência ainda nas cidades turísticas brasileiras – difícil, mesmo, é escolher o destino. Para que você não se perca nas milhares de opções, vamos dar dicas de duas cidades que vale muito a pena conhecer na tentativa de aliar passeio e natureza, em duas regiões totalmente diferentes do país: a cidade do Rio de Janeiro e Florianópolis, em Santa Catarina.

No Rio de Janeiro, o que vale é ver: a cidade está rodeada de mirantes, florestas urbanas, trilhas em locais surpreendentes e todo um contraste de urbanização e natureza que não vemos com frequência nas cidades mais importantes do mundo. O Rio, no entanto, é bem especial. Tão especial que, para ir para lá – principalmente em alta temporada (verão, carnaval e férias escolares) – é preciso fazer reserva antecipada de hotel se você não quer correr o risco de ficar sem lugar. A capital fluminense, comumente conhecida como “cidade maravilhosa”, é o destino mais procurado da América Latina e um dos cinco mais visitados de todo o hemisfério sul do planeta. Dar bandeira na hora de fazer seu planejamento de viagem não vale.

Quando estiver lá, procure conhecer a Floresta da Tijuca, maior floresta urbana do país, e a trilha da Gávea, já que ela pode terminar em uma incrível aventura de ecoturismo: o voo livre de asa delta ou parapente por um bom pedaço do litoral carioca. As praias de surfe também são uma boa opção quando o assunto é aliar ponto turístico e natureza, já que diversas praias do Rio são totalmente propícias para o esporte. Procure por cantos da cidade (e não são poucos) para fazer caminhadas e trilhas e não deixe de visitar o Cristo Redentor, que fornece uma visão privilegiada dessa infinitude de belezas naturais, e nem de fazer um bom mergulho em praias de corais ou nas ilhas próximas à Baía de Guanabara. Se for optar por se hospedar em um hotel próximo ao aeroporto do Rio de Janeiro, fique atento aos nomes dos terminais: o Santos Dummont fica bem próximo ao centro comercial do Rio, enquanto o Internacional do Galeão fica na Ilha do Governador, mais distante do centro. Se a empolgação pegar de vez, estenda seu passeio de ecoturismo até as cidades da Região dos Lagos, como Cabo Frio e Angra dos Reis, porque vale a pena conhecer mais desse litoral estarrecedor que compõe o estado do Rio.

Estarrecedores, também, são os cenários de Florianópolis, a mágica ilha de Santa Catarina, onde não faltam praias paradisíacas para um bom mergulho ou a prática de surfe. Mas não é só disso que vive Floripa, cidade onde até a vida noturna é um capítulo à parte quando o assunto é “beleza e cultura local”.

A cidade tem bons pontos para rapel, escalada, caminhada, trilha de bike e até trekking nas principais lagoas, o que faz de Floripa um point internacional para a maioria dos eventos de esportes radicais. Lá também é preciso fazer reserva de acomodação muito antes da data da viagem, principalmente se sua preferência for por um Hotel 3 estrelas em Florianópolis, que alia luxo e economia. Para viver o ecoturismo por lá, não se preocupe com equipamentos: as empresas que prestam serviços de passeio dispõem de todo o material necessário, e o aluguel geralmente é barato. Se você quer aliar passeio natural e relaxamento, opte pela pesca esportiva oceânica e divirta-se. O que não vai faltar para você é alternativa de estar perto da natureza nessa cidade que, por si só, é um imenso paraíso natural.

15 de abr de 2014

15 de abr de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

As vantagens de comprar apenas peças originais para o seu veículo

Condutores de vans escolares e demais meios de transporte de pessoas têm de priorizar sempre a segurança de seus passageiros. Por isso, é primordial investir em peças originais na hora de fazer a manutenção do veículo.

Vans como Sprinter, Ducato e Master, que estão entre as mais vendidas do segmento, possuem performance e segurança diferenciada quando as peças são originais. E isso são dois fatores primordiais para quem trabalha com o transporte de pessoas.

Embora as peças genéricas tenham preços mais atraentes, não se deixe enganar: elas não são bons investimentos, pois se desgastam rapidamente e podem comprometer seriamente o veículo como um todo e também o meio ambiente.

Peças para Ducato originais, por exemplo, têm qualidade mais elevada do que as versões vendidas no mercado paralelo, o que traz vários benefícios para o veículo e seu proprietário, o que também reduz o volume de gazes que os veículos soltam no meio ambiente.


Um deles é o correto funcionamento, minimizando as chances de paradas em trânsito por conta de quebras ou até mesmo as ocorrências de acidentes, aumentando consideravelmente a segurança do motorista e seus passageiros.

Além disso, peças originais evitam que demais itens do veículo fiquem sobrecarregados e quebrem com facilidade, o que reduz os gastos com a manutenção do veículo, já que não há despesas excessivas para consertos de partes e acessórios.

Outros grandes diferenciais das peças originais são o ótimo acabamento e excelente durabilidade, o que acaba por transformá-las em bons investimentos em longo prazo, uma vez que dispensam a constante troca, como acontece com as peças genéricas para automóveis.

Não pára por aí: devido à sua qualidade elevada, as peças originais melhoram significativamente a performance do veículo e aumentam sua vida útil, possibilitando que seja utilizado por muito mais tempo e de forma segura.

O proprietário do veículo ainda garante algumas vantagens especiais ao investir nas peças originais. Como possuem assistência técnica, o dono do automóvel conta com atendimento profissional para sanar dúvidas ou problemas com as peças, de modo a tirar melhor proveito delas em seu veículo e mantê-las sempre em perfeitas condições.

Há ainda mais uma vantagem! As peças originais valorizam o veículo, sendo excelentes pedidas para empresas ou profissionais que pretendem atualizar sua frota trocando ou vendendo os automóveis. Assim, é possível negociar um valor mais alto pelos veículos, fechando um negócio mais lucrativo.


Quer aproveitar todos esses benefícios em seus veículos? Então, não deixe de investir em peças originais sempre!

28 de fev de 2014

28 de fev de 2014
0 Comments
Posted in Arrangement , Art , Business

Confira estas dicas para uma culinária sustentável

Cada vez mais as pessoas vem aumentando sua preocupação com a sustentabilidade. Isto é natural, afinal cada um de nós quer que o mundo continue sendo habitável por muitos e muitos anos, para que nossos descendentes não venham a ter dificuldades devido à falta de sustentabilidade. Hoje é consenso que ninguém precisa deixar de usar os recursos naturais, desde que faça isso pensando na sustentabilidade dos processos e que use de maneira regrada e econômica. Por exemplo, ninguém precisa deixar de consumir água, mas pode reaproveitá-la em determinadas situações, além de economizar e utilizá-la de forma mais eficaz e econômica.

Em nossa casa, na hora de cozinhar não deve ser diferente. Afinal, é na hora de preparar os alimentos que uma grande quantidade de desperdícios pode ocorrer. Veja estas dicas para que sua culinária seja saudável e ao mesmo tempo sustentável.


                               
Tenha sua própria horta: caso você tenha espaço para plantas em sua casa, plante uma horta em seu quintal, para que você tenha alimentos frescos e orgânicos. Caso more em apartamento, pode plantar algumas variedades dentro de vasos e deixar na área de serviço.

Reutilize a água: quando você lava sementes como lentilhas e arroz, ou legumes, guarde a água utilizada e use para regar suas plantas. Além de economizar água, suas plantas vão receber nutrientes extras.

Mergulhe os grãos em água: mergulhar grãos como lentilhas, arroz e feijão por algumas horas antes de cozinhar é uma atitude que irá fazer você utilizar menos gás e economizar no tempo para o alimento ser preparado. Nunca se esqueça de manter panela tampada enquanto cozinha, pois assim você tem mais eficiência e economiza gás. Outra dica importante é usar uma panela de pressão.

Substitua os guardanapos: guardanapos de pano são muito menos agressivos ao meio ambiente, já que podem ser reutilizados, diferente do guardanapos de papel, que ajudam a produzir muito mais lixo.

Deixe micro-ondas desligado: é muito comum deixar o aparelho de micro-ondas ligado, mesmo quando não está sendo utilizado. Porém, mesmo em "stand by" ele consome energia elétrica. Desligue da tomada aparelhos, como o forno, micro-ondas, processador de alimentos, e outros. Isso reduzirá a "energia vampirizada” e pode gerar economia de mais de 5% na sua conta de eletricidade.

Use criteriosamente os aparelhos: evitar usar processadores de alimento em situações onde você pode usar a faca, por exemplo, causam uma grande economia de eletricidade.  Empurrar alimentos saídos direto da geladeira para o forno, também causa um consumo maior de eletricidade.  Deixe os alimentos descongelarem um pouco antes de colocá-los para cozinhar. Não pré-aqueça seu forno mais do que o tempo necessário. Faça o melhor uso e o mais consciente possível, para isso, por exemplo, cozinhe mais de uma coisa ao mesmo tempo.

Olhe a eficiência: ao comprar aparelhos elétricos para sua cozinha, analise o selo de eficiência energética do Procel. Prefira os mais econômicos.

Use apenas lâmpadas fluorescentes compactas: estas lâmpadas duram cerca de 15 vezes mais que as lâmpadas tradicionais, além disso, elas consomem até 75% menos energia.
Máquina de lavar louça: para quem utiliza este eletrodoméstico, é importante usar a máquina somente quando ela estiver cheia e também, pular o ciclo de secagem com ar quente, deixando que os pratos sequem sozinhos.

Sobras: jamais coloque as sobras de comida na geladeira enquanto ainda estiverem quentes. Isso vai elevar a temperatura interna da geladeira, consumindo muito mais energia elétrica. Ao invés disso, deixe os alimentos chegarem à temperatura ambiente antes de refrigerá-los.
Limpeza: busque encontrar substitutos ecológicos para os produtos de limpeza que usem compostos químicos. Por exemplo, você pode pulverizar as bancadas com a água da torneira, e em seguida, limpar com uma toalha feita em microfibra. Isso elimina 97% dos germes e bactérias. Para alcançar uma limpeza profunda, utilize álcool, que mata 99,9% de todos os germes.

Deixe as louças de molho: outra boa dica para conseguir poupar água e ainda por cima utilizar muito menos detergente, é deixar as louças, talheres, pratos e panelas de molho por alguns minutos antes de lavá-las. A água irá facilitar a retirada da sujeira e você não vai precisar deixar a torneira aberta por muito tempo, e consequentemente não vai precisar usar tantos produtos químicos. Da mesma forma, Quando for lavar a louça, deixe o ralo da pia tampado ou então coloque tudo dentro de um balde cheio de água. Depois de um certo tempo, tire os talheres, pratos e panelas e os lave como de costume. Porém lembre-se de manter a torneira fechada, sempre que estiver esfregando as louças e use a menor quantidade possível de detergente.

    Blogger news

    Blogroll

    About