10 de out de 2019

Como trabalhar no INSS?

Para trabalhar no INSS é necessário ser aprovado em concurso público. A boa notícia é que o novo concurso INSS pode acontecer muito em breve, uma vez que o déficit de servidores já ultrapassa os 19 mil, devido a saídas seja por aposentadoria, exoneração ou outros motivos.

Concurso inss

O certame INSS edital 2019 tem expectativa de disponibilizar mais de 7,8 mil vagas, para candidatos que possuam níveis médio e superior de escolaridade. Os cargos previstos para serem oferecidos são: Técnico do Seguro Social e Analista do Seguro Social. A previsão é de que o salário inicial para os aprovados seja de, respectivamente, R$ 5.186,79 e R$ 7.659,87.

Há ainda a possibilidade de que sejam concedidas também oportunidades na função de Perito Médico, que exige dos candidatos graduação completa em Medicina e pode pagar vencimentos de R$ 12.638,79.

Mas para passar no concurso INSS 2019 você precisa, além de foco e determinação, saber exatamente quais conteúdos priorizar durante os estudos.

Pegando como base o último edital, referente ao concurso de 2015/2016, as disciplinas básicas, que certamente farão parte do conteúdo programático do próximo certame, são as seguintes:

Técnico do Seguro Social - Nível Médio:
·         Seguridade Social;
·         Noções de Direito Administrativo
·         Língua Portuguesa;
·         Raciocínio Lógico;
·         Noções de Informática;
·         Noções de Direito Constitucional;
·         Interpretação de Textos;
·         Regime Jurídico Único;
·         Redação de Correspondências Oficiais;
·         Ética no Serviço Público.
Analista do Seguro Social e Perito Médico - Nível Superior:
·         Noções de Direito Administrativo;
·         Noções de Direito Constitucional;
·         Legislação Previdenciária;
·         Língua Portuguesa;
·         Noções de Informática;
·         Conhecimentos Específicos;
·         Legislação da Assistência Social I;
·         Legislação da Assistência Social II;
·         Legislação da Assistência Social III;
·         Interpretação de Textos;
·         Redação de Correspondências Oficiais;
·         Ética no Serviço Público;
·         Lei de Acesso à Informação.
Nesse mesmo último concurso, a disciplina de Seguridade Social foi disparadamente a mais cobrada, com 56 questões de Direito Previdenciário e 15 de Serviço Social. Veja abaixo o que pedia o conteúdo programático:
SEGURIDADE SOCIAL: 1 Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios. 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a Seguridade Social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei nº 8.212/1991 e alterações. 12 Lei nº 8.213/1991 e alterações. 13 Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e alterações. 14 Lei de Assistência Social (LOAS): conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/1993 e Decreto nº 6.214/2007 e alterações).
Vale aqui esclarecer uma coisa, o fato de termos citado alguns conteúdos específicos não significa que apenas esses serão cobrados. Claro, há grandes possibilidades de que apareçam sim com grande frequência, o que não exclui o fato de que outros assuntos também tenham sua importância. Portanto, dê a devida atenção também às demais matérias.
Conte com o auxílio de um bom curso online, assim você vê apenas conteúdos que realmente têm chances de serem cobrados e os assiste através de videoaulas organizadas em formato de plano de estudos. Isso significa economia de tempo e um aumento muito significativo das suas chances de ser aprovado no concurso INSS.

0 comentários :

Postar um comentário

    Blogger news

    Blogroll

    About